O Youtube possui uma configuração que habilita um “modo restrito”, no qual deveria filtrar vídeos inapropriados, porém, a ferramenta está censurando conteúdos criados ou direcionados para o público LGBTQ+, incluindo videoclipes de Katy Perry, assim como os vídeos de artistas como Kesha, Lady Gaga, Troye Sivan e Miley Cyrus.

A hashtag#YouTubeIsOverParty é, atualmente, o assunto mais comentado no Twitter.

 

 

Os clipes da era “One Of The Boys”, “Teenage Dream” (exceto ‘Firework’) e alguns do “PRISM” foram censurados.