Katheryn Elizabeth Hudson nasceu no dia 25 de outubro de 1984 em Santa Barbara, Califórnia, Estados Unidos da América. É a segunda filha do casal de pastores Keith e Mary Hudson. Em uma entrevista com o Jornal MetroInternacional de Portugal, Katy Perry disse que possue ascendência portuguesa por parte da mãe. Katy também é sobrinha dos directores e roteiristas cinematográficos Frank e Eleanor Perry. Quando criança, Katy ouvia apenas músicas evangélicas e era proibida de ouvir músicas de outros gêneros, pois seus pais consideravam-nas
“músicas seculares”. Katy começou a cantar para impressionar seus pais. Começou a cantar publicamente em restaurantes e reuniões familiares, momento em que seus talentos musicais foram descobertos; consequentemente, Katy passou a cantar no coro musical de sua igreja.

Em sua infância, Katy também era proibida de comer alguns cereais. A MTV e até as VH1 eram canais permanentemente bloqueados na televisão da famíliaa a fim de proteger Katy e evitar que ela visse qualquer dança muito sensual. Músicas e filmes não religiosos eram banidos por causa de seu enfoque ateu e Katy era proibida até de comer açúcar industrial

Katy também era encorajada a escutar exclusivamente músicas religiosas e as pessoas lhe diziam que canções profanas eram “músicas do demônio”. Artistas como Madonna eram banidos da casa, mas até grupos de garotos aparentemente inocente, como “New Kids on the Block”, estavam na lista dos rejeitados.

Mas nem sempre os pais de Katy tiveram essa vida religiosa. Katy contou ao The Mirror: “Minha mãe costumava sair com Jimi Hendrix e meu pai vendia um ácido chamado Strawberry Fields para Timothy Leary. Mesmo minha mãe não sendo mais a roqueira que fumava maconha e meu pai não sendo mais o traficante de ácido com cabelos compridos, eles provavelmente tiveram momentos mais intensos do que qualquer coisa que eu já fiz”. E ela disse para a sua mãe quando já estava adulta: “Mãe, você não deveria ter sido tão recatada com [Jimi] – eu poderia ter sido uma Hendrix!”

Katy teve uma adolescência conturbada, a cantora estava descobrindo o mundo, em meio a tantas regras não foi fácil passar por esse período.  Katy começou a ouvir algumas músicas não-religiosas como as do Queen, The Beach Boys, Heart, Joni Mitchell, Paul Simon, Cyndi Lauper e Alanis Morissette, o que de fato influenciou, mais tarde, no gênero musical de sua carreira.

Aos seus quinze anos de idade, mudou-se de Santa Barbara para Nashville, onde trabalhou com algumas pessoas ligadas à música country e gravou algumas demos. Ela assinou com a Red Hill Records e lançou seu primeiro álbum musical em 2001, conhecido como Katy Hudson de gênero gospel. A cantora mudou seu nome artístico de “Katy Hudson” para “Katy Perry” pois seu primeiro nome artístico é muito parecido com a da atriz Kate Hudson e além disto, o nome ‘Perry’ era o sobrenome de solteiro de sua mãe. Katy costumava contar tudo que acontecia em sua vida em seu Blog online.

Em 2003, Katy assinou contrato com a Columbia Records e participou do álbum The Matrix como vocalista. The Matrix já havia trabalhado com  outros cantores como Avril Lavigne, Liz Phair e Britney Spears, entre outros artistas. Nessa época, a cantora começou a chamar a atenção dos grandes produtores e executivos da indústria musical com alguns hits como Broken. Como a Columbia não chegou a lançar o álbum, a banda tinha recuperado os direitos sobre o disco, tendo como objetivo, lançá-lo através da Let’s Hear It Records, mas mesmo assim não conseguiram. O álbum foi cancelado semanas antes do lançamento em 2004.

Em 2005, assinou novamente com a Columbia Records e conheceu o produtor musical Glen Ballard, com quem compôs algumas canções como “Box”, “Diamonds” e “Long Shot”, que vieram a constituir o álbum Diamonds. Infelizmente, o álbum foi cancelado e algumas canções foram renomeadas e passaram a pertencer à Kelly Clarkson.

Katy participou de um videoclipe da banda Gym Class Heroes em 2006 chamado Cupid’s Chokehold, fez backing vocal na música Goodbye For Now do P.O.D. e trabalhou na TAXI Music, onde avaliava músicas que eram enviadas para a gravadora. Começou seu namoro com Travie McCoy, vocalista da banda Gym Class Heroes, e em 2007 assinou com a Capitol Records. Foi lançado um Extended Play Digital chamado Ur So Gay para introduzir a cantora na mídia. A canção foi elogiada por Madonna, “É a minha música favorita” diz em uma entrevista. Após Ur So Gay foi gravado o álbum One of the Boys.

Em 2008, foi lançado o single “I Kissed a Girl” um sucesso estrondoso que conquistou 1# nas paradas americanas. Começaram questões sobre a sexualidade, Katy não se manifestou sobre o assunto. Segundo a cantora em uma entrevista com a revista Steppin’ Out, a inspiração para o single seria a atriz Scarlett Johansson, pela qual Katy Perry sentiu desejo de beijá-la. Ao todo, I Kissed a Girl chegou a ficar sete semanas em primeiro no Hot 100 da Billboard e está até hoje nas paradas européias e canadenses.

Katy não parou por aí após o sucesso de “I Kissed a Girl” Katy continuou os trabalhos com o seu primeiro álbum de estúdio “One Of The Boys”, os próximos singles lançados foram “Hot N Cold”,  “Thinking of You” e “Waking Up in Vegas”. Com esse álbum Katy foi introduzida na indústria musical e ganhou vários prêmios importantes no mundo da música.

Após o fim da era “One Of The Boys” Katy lançou mais dois álbum de grande sucesso, sendo eles:  “Teenage Dream” e “Prism”.

Saiba mais sobre a discografia da cantora clicando aqui.